Aliados de Ricardo Leal permanecem no BRB

Aliados de Ricardo Leal permanecem no BRB Destaque

Aliados de Ricardo Leal permanecem no BRB

Resultado de imagem para edíficio brasília BRB plano piloto

Embora o governador Ibaneis Rocha tenha feito alterações importantes nas diretorias do conglomerado BRB, dois remanescentes da gestão Rollemberg, que seriam vinculados ao operador financeiro Ricardo Leal, permanecem na estrutura diretiva de empresas do grupo: Andrea Moreira Lopes, na Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM), e outro integrante na Corretora de Seguro BRB.

É estranha a permanência deles, pois o governador trocou todos os diretores do conglomerado que não são funcionários de carreira do banco. Causa estranheza ainda pelo fato de que esses dois dirigentes teriam uma relação estreita com o operador Ricardo Leal, a quem o ex-governador Rollemberg “terceirizou” a gestão do BRB e suas controladas e coligadas.

Ricardo Leal, que chegou a ser membro do Conselho de Administração do BRB, tem o seu nome envolvido nas investigações da Operação Sépsis da Polícia Federal, que apura desvios no FGTS. Ele foi delatado pelo ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto. A operação é um desdobramento da Lava Jato. Após a denúncia ter se tornado pública, Leal saiu do Conselho de Administração do banco, mas continuou a ter total influência na gestão do BRB.

A diretora da DTVM Andrea Lopes, que pode ter sido indicada para o cargo por Ricardo Leal, teve seu nome envolvido na investigação, a cargo da Polícia Federal, que apura desvios na operação financeira que envolve um fundo gerido pela BRB DTVM e a empresa LSH, responsável por um empreendimento hoteleiro na cidade do Rio de Janeiro. Já o ocupante do cargo da Corretora foi sócio de Ricardo Leal em empresas que operavam no mercado financeiro.

É necessário que o governo e o atual presidente do BRB, Paulo Henrique, deem uma resposta consistente para a permanência dessas pessoas em cargos estratégicos do conglomerado BRB, caso contrário poderá se suspeitar que eles permaneçam ali com algum objetivo ainda não clarificado, em função da proximidade que podem ter com um personagem tão controverso quanto Ricardo Leal.

Da Redação