Primeira negociação com a Caixa em 2019 será nesta sexta (1º)

Primeira negociação com a Caixa em 2019 será nesta sexta (1º) Destaque

Primeira negociação com a Caixa em 2019 será nesta sexta (1º)

Está marcada para esta sexta-feira (1º), das 9h às 12h30, em Brasília, a primeira negociação entre a Caixa e a Comissão Executiva dos Empregados (CEE) de 2019. Na pauta, defesa do banco 100% público, contratação de mais empregados e  convocação dos aprovados no concurso público de 2014, entre outros assuntos.

“Esperamos que não se repita o que aconteceu na última rodada de negociação marcada para acontecer, mas a Caixa se acovardou, se escondeu e não teve coragem de sentar à mesa para negociar com os representantes dos seus empregados”, protesta Wandeir Severo, diretor do Sindicato e funcionário do banco.

Anunciada na semana passada pela direção da empresa, a convocação dos concursados é alvo de Ação Civil Pública ingressada pelo Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal. No dia 6 de outubro de 2016, por decisão da juíza Natália Queiroz, da 6ª Vara do Trabalho de Brasília, foi postergada a validade do certame até o trânsito em julgado da ação.

Menos trabalhadores

Em 2014, a Caixa contava com pouco mais de 101 mil empregados. No Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2014/2015, a direção do banco se comprometera a realizar mais 2 mil contratações, o que elevaria o total para além dos 103 mil. De lá para cá, porém, mais de 16 mil deixaram a empresa, principalmente por meio dos planos de desligamentos. 

Não se sabe ao certo quantas contratações foram feitas, mas dos mais de 30 mil aprovados no último concurso público, menos de 10% foram convocados. Hoje, são cerca de 85 mil empregados.

Nos últimos anos, trabalhadores e entidades representativas dos bancários têm denunciado a redução significativa do quadro de pessoal do banco e alertado para as consequências disso: adoecimento dos empregados e queda na qualidade do atendimento à população.

Mais contratações 

As entidades representativas dos trabalhadores têm cobrado de forma permanente a contratação dos concursados por meio da campanha ‘Mais Empregados para a Caixa, Mais Caixa para o Brasil’. 

Outros pontos 

Estarão em pauta também assuntos como o leilão da Lotex, remarcado para a próxima terça-feira (5), fechamentos de agências, verticalização, Saúde Caixa e descomissionamento via GDP, entre outros. 

 

Da Redação, com informações da Fenae