TRT adia julgamento da ação civil pública contra falta de contratação na Caixa

TRT adia julgamento da ação civil pública contra falta de contratação na Caixa Destaque

TRT adia julgamento da ação civil pública contra falta de contratação na Caixa



A Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região iniciou na quarta-feira (7) o julgamento da ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho sobre a não contratação dos aprovados no concurso público realizado pela Caixa em 2014. A análise, porém, foi adiada em razão de pedido de vistas, que sinaliza possível divergência entre os desembargadores.

Na audiência, o representante do MPT, Adélio Justino Lucas, defendeu a manutenção da sentença da juíza Natália Queiroz Rodrigues, da 6ª Vara do Trabalho de Brasília (DF), que determinou que a cláusula 50 do acordo coletivo 2014/2015, que previa a contratação de 2 mil novos empregados, fosse cumprida.

Já para o relator, desembargador Alexandre Nery de Oliveira, não existe irregularidade em constituir cadastro de reserva e não houve descumprimento do acordo coletivo. O presidente da Segunda Turma, Mário Macedo Caron, e o magistrado Gilberto Augusto Leitão Martins pediram vistas, julgando necessário um estudo mais aprofundado do caso. Ainda não há data definida para a retomada do julgamento.

Luta permanente do Sindicato

O Sindicato luta por mais contratações, considerando que o atual quadro da Caixa, com menos de 91 mil empregados, deixa os trabalhadores sobrecarregados e, como consequência, adoecidos. “Mas, lamentavelmente, a direção do banco prossegue com a política de intransigência e descaso com os seus empregados”, observa o secretário de Comunicação do Sindicato, Antonio Abdan, também empregado da Caixa.

Mariluce Fernandes
Do Seeb Brasília