Sindicato percorre agências do Lago Sul, SIG e SIA e reforça mobilização

CAMPANHA 2018

Sindicato percorre agências do Lago Sul, SIG e SIA e reforça mobilização Destaque

Sindicato percorre agências do Lago Sul, SIG e SIA e reforça mobilização

O ‘arrastão’ realizado pelo Sindicato nesta quinta-feira (9) tornou diferente o dia das agências bancárias do Lago Sul, SIG e SIA. Os dirigentes sindicais levaram informação sobre a Campanha Nacional 2018 e esclareceram, de forma mais abrangente, quais as melhorias a população pode ter com a valorização da categoria bancária. E convocaram os bancários e as bancárias a se mobilizarem na luta pela manutenção de seus direitos.

“Após passarmos todas as informações sobre o andamento da campanha salarial e pontuar sobre a falta de interesse dos banqueiros em atender as reivindicações da categoria, os bancários demonstraram total indignação com a falta de respeito dos bancos que, mesmo com lucros exorbitantes, ignoram até mesmo a saúde dos trabalhadores”, ressaltou o diretor do Sindicato Jefão Meira, funcionário do Banco do Brasil. E completou: “Por isso, todos os bancários dirão ‘basta' nesta sexta-feira (10)”.

“Essa atividade do Sindicato é importante para sensibilizar e esclarecer os clientes e usuários sobre a nossa Campanha Nacional, bem como para reforçar a mobilização entre os bancários”, destaca Fabiana Uehara, diretora do Sindicato e empregada da Caixa, reiterando: “A luta pela manutenção de nossos direitos é justa!”.

Postura da Fenaban

Na opinião do diretor da Fetec-CUT/CN Wadson Boaventura, a visita nas agências dos bancos públicos e privados foi bastante proveitosa. “Dialogamos com clientes e bancários sobre as suas necessidades e também sobre o fechamento de postos de trabalho que acarretam prejuízos tanto à população quanto aos bancários”, disse.

Wadson acrescentou: “Além disso, conversamos sobre a postura da Fenaban (federação dos bancos) que, cinicamente, apresentou uma proposta que concede apenas a reposição da inflação por quatro anos para salários, PLR e todas as verbas econômicas, o que foi rejeitado pelos bancários na assembleia realizada nesta quarta-feira (8). Agora aguardamos a negociação do dia 17”.

Mariluce Fernandes
Do Seeb Brasília