Policial que matou bancário em festa é condenado a 24 anos de prisão

Policial que matou bancário em festa é condenado a 24 anos de prisão Destaque

Policial que matou bancário em festa é condenado a 24 anos de prisão



O Tribunal do Júri de Brasília condenou o policial federal Ricardo Matias Rodrigues a 24 anos, nove meses e 15 dias de reclusão, em regime inicial fechado, pelo homicídio do bancário Cláudio Müller Moreira (foto) e por lesão corporal em Fábio da Cunha Correia. O julgamento chegou ao fim às 4h5 da madrugada.

O réu foi condenado por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, e lesão corporal que causou incapacidade para as ocupações habituais por mais de trinta dias e perigo de vida (art. 121, § 2º, inc. II e IV, e art. 129, inc. I e II do Código Penal).

À época do assassinato, o Sindicato cobrou celeridade da justiça na solução do caso. Leia matéria aqui.

Os crimes aconteceram em meio a uma festa que ocorria no interior do barco 'Lake Palace', ancorado no píer do Clube Motonáutica, no Setor de Clubes Esportivos Norte, em Brasília, no dia 08 de outubro de 2016.

A decisão do magistrado teve força de mandado de prisão e foi determinado que o réu fosse encaminhado para a carceragem da Polícia Federal de Brasília para o cumprimento provisório da pena.

Cabe recurso da sentença.

Da Redação