Para defender direitos, trabalhadores vão às ruas na sexta (31)

Para defender direitos, trabalhadores vão às ruas na sexta (31)

Para defender direitos, trabalhadores vão às ruas na sexta (31)



Os direitos da classe trabalhadora estão sendo roubados a mando do governo ilegítimo de Michel Temer. A intenção é rasgar a CLT, precarizando as relações de trabalho enquanto os empresários saem beneficiados. Contra os ataques à classe trabalhadora, os movimentos sociais e sindical convocam o povo brasileiro para o Dia Nacional de Mobilização, marcado para a próxima sexta-feira (31).

Com a mobilização da próxima semana, a CUT e seus sindicatos filiados começam a construir de uma greve geral para frear as medidas temerosas que estão sendo impostas pelo governo golpista.

Além da proposta de desmonte da Previdência Social, os trabalhadores brasileiros enfrentam também o ataque à legislação trabalhista, iniciada pela aprovação do Projeto de Lei 4302, na Câmara dos Deputados, na quarta (22). Herança maldita de Fernando Henrique Cardoso, o PL autoriza a terceirização das atividades-fim, acaba com o registro de trabalho em carteira e todos os direitos conquistados.

Com a sanção do PL, o trabalhador não poderá mais processar a empresa contratante. O projeto põe fim, inclusive, à possibilidade do trabalhador recorrer à Justiça com condições de ganhar a causa.

Mobilize-se e defenda seus direitos!

Da Redação