Em assembleia, funcionários da Cooperforte aprovam acordo 2018/2020

Em assembleia, funcionários da Cooperforte aprovam acordo 2018/2020 Destaque

Em assembleia, funcionários da Cooperforte aprovam acordo 2018/2020



Em assembleia geral extraordinária realizada nesta segunda-feira (15), os empregados da Cooperforte aprovaram a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para o período 2018/2020. A proposta traz reajuste imediato de 5% (INPC + aumento real) sobre todas as verbas salariais e benefícios e, para 2019, INPC mais 1% de aumento real.

Diante da reforma trabalhista, a direção da Cooperforte apresentou uma série de alterações para renovação do acordo. Neste cenário de retirada de direitos, o processo de negociação ficou tenso, sendo apresentada uma proposta final ainda com as alterações nas cláusulas de vale alimentação e refeição, com implantação do limite de período de concessão por até 180 dias, equivalente ao da CCT dos bancários, para os afastamentos por motivo de saúde.

Também foram propostas várias alterações na cláusula de adiantamento salarial por ocasião de gozo de férias, para parcelamento e com redação final prevendo o adiantamento de 1,5 (um e meio) salário bruto mensal proporcional ao número de dias a serem usufruídos, sendo concedido caso haja margem consignável, vedada qualquer amortização durante a vigência do cronograma de pagamento das parcelas.

Taxa negocial

Após a aprovação do ACT, o Sindicato apresentou a proposta da inclusão da taxa negocial. Depois de ser dialogada na assembleia, a proposta foi aprovada por ampla maioria os trabalhadores, que definiram que será cobrado o valor de 1% de todos os funcionários.

“A representação se dá pelo ramo de atuação preponderante. Somos todos trabalhadores do segmento financeiro. Assim, se fazem cada vez mais necessários o fortalecimento da atuação sindical, a representação da base e a defesa dos direitos dos trabalhadores", afirma Eduardo Araújo, presidente do Sindicato dos Bancários de Brasília.

O pagamento do ajuste será feito no mês de novembro, retroativo ao mês de setembro, data-base do ACT.

Da Redação