Diretores do Sindicato e da Fetec ganham direito de resposta no jornal Metro

Diretores do Sindicato e da Fetec ganham direito de resposta no jornal Metro Destaque

Diretores do Sindicato e da Fetec ganham direito de resposta no jornal Metro

Em sentença publicada no dia 13 de julho deste ano, a juíza Rita de Cássia Rocha, do Juizado Especial Cível, julgou parcialmente procedente a ação movida pelos diretores do Sindicato e funcionários do BRB Antonio Eustáquio Ribeiro e André Matias Nepomuceno, concedendo-lhes o direito de resposta ao jornal Metro que, no dia 24 de novembro de 2017, publicou, na coluna Diário do Poder, nota difamatória, ofensiva e mentirosa sobre os sindicalistas.

A ação foi contra o jornal e também contra o autor da coluna, que segue respondendo ao processo, visto ainda não ter havido decisão judicial.

A decisão se reveste de uma grande importância, especialmente nestes tempos atuais em que vicejam “fake news” com o único objetivo de turvar a verdade e tentar desqualificar instituições e pessoas. O Sindicato dos Bancários alerta para as tentativas de diversos veículos da mídia, sejam eles de grande circulação ou não, especialmente nas redes sociais, que, levados por um comportamento ideológico torto, quase sempre neoliberal, fascista e de direita, divulgam matérias ofensivas contra o movimento sindical, e principalmente contra dirigentes, tentando assim fabricar uma verdade, de forma a fomentar um sentimento de repulsa da sociedade contra os sindicatos e movimentos sociais como um todo.

O Sindicato reitera ainda que qualquer texto divulgado em seus veículos são devidamente apurados e correspondem ao que de fato aconteceu ou acontece, e jamais permitirá a publicação de qualquer coisa que atente contra a verdade. O compromisso do Sindicato dos Bancários de Brasília, como de resto do movimento sindical e social combativo, que luta em defesa dos direitos de cidadania, sempre foi, é e será com a verdade.

“Ao conceder o direito de resposta, lastreado em provas robustas que desmentem as aleivosias desferidas contra nós, a justiça tão somente cumpre o seu papel precípuo de fazer prevalecer a verdade, demonstrando assim a condenação veemente contra atitude de quem quer semear mentiras entremeadas de ódio e preconceito”, comenta Eustáquio Ribeiro, diretor do Sindicato e um dos beneficiados com o direito de resposta.

“O veículo em questão, e o autor em especial, sequer tiveram o trabalho de buscar informações fidedignas para verificar se suas ofensas procediam. Portanto, não cabia outra atitude, em defesa de nossa honra, e principalmente em defesa da instituição que representamos, o Sindicato dos Bancários de Brasília”, complementa André Nepomuceno, diretor da Fetec-CUT/CN e o outro beneficiado com o direito de resposta.

Da Redação