Contra descomissionamentos, Sindicato paralisa agência UnB do Banco do Brasil

VIOLAÇÃO DO ACORDO COLETIVO

Contra descomissionamentos, Sindicato paralisa agência UnB do Banco do Brasil Destaque

Contra descomissionamentos, Sindicato paralisa agência UnB do Banco do Brasil



Em mais uma iniciativa contra os descomissionamentos arbitrários praticados pelo Banco do Brasil nas últimas semanas, o Sindicato paralisou na manhã desta quarta-feira (23) a agência da Universidade de Brasília (UnB).

No dia 11 passado, o Sindicato encaminhou ofício à Superintendência (Super), à Diretoria de Gestão de Pessoas (Dipes) e à Gestão de Pessoas (Gepes) pedindo a imediata anulação dos descomissionamentos. O documento também é endereçado às quatro unidades onde estão lotados os trabalhadores que perderam a função, entre elas a da UnB. Um protesto também já foi realizado na agência da 516 Sul.

"Os descomissionamentos desrespeitam frontalmente o acordo coletivo de trabalho do BB", denuncia a secretária de Assuntos Jurídicos do Sindicato, Marianna Coelho, presente ao protesto. "Isso porque, nas avaliações que levaram à perda da função, foram consideradas somente aquelas atribuídas pelas fontes superiores, que são os gestores, desvirtuando o modelo que é concebido por múltiplas fontes e que tem por princípio a participação ativa e efetiva de todos os funcionários no processo e o desenvolvimento profissional de cada um". 

O acordo específico é claro em sua cláusula 45ª: para o descomissionamento, deverão ser observados três ciclos avaliatórios insatisfatórios consecutivos. A norma ampara-se na média final da avaliação ao longo desses três ciclos, de forma a conceder tempo e oportunidade ao avaliado de desenvolver as competências que tenham sido avaliadas abaixo do desempenho esperado pelo banco.

Da Redação


LEIA MAIS

OFÍCIO AO BB: Sindicato pede anulação de descomissionamentos arbitrários

DESCUMPRIMENTO DO ACORDO COLETIVO: Sindicato para agência do BB em protesto contra descomissionamentos arbitrários