Chapa 2 defende melhorias nos benefícios do Previ Futuro

ELEIÇÕES PREVI 2018

Chapa 2 defende melhorias nos benefícios do Previ Futuro Destaque

Chapa 2 defende melhorias nos benefícios do Previ Futuro



A Chapa 2 – Previ para os Associados é identificada com as ideias e práticas que asseguraram a modernização do modelo de governança da Previ e com as políticas de investimentos exitosas implementadas ao longo dos últimos anos. Suas propostas estão assentadas no tripé rentabilidade, solidez e segurança.

Além de se propor a aperfeiçoar o padrão de governança, a Chapa 2 se pauta pela busca incessante por maior eficiência e segurança na gestão dos recursos dos planos, assim como por melhorias aos benefícios.

Para melhorar os benefícios do Previ Futuro, uma das propostas é a revisão do critério de pontuação da Tabela PIP para que os associados possam elevar seus percentuais de contribuição tendo assegurada a contrapartida do banco, o que resultará em elevação do saldo de conta.

Hoje, muitos participantes têm suas contribuições ao plano limitada a 7%, dadas as condições atualmente exigidas para a progressividade na tabela – tempo de inscrição no plano, tempo de banco e progressão na carreira (funções). Dependendo desses fatores, o percentual de contribuição pode evoluir até 17%, com observância da paridade pelo banco.

“A revisão que iremos defender é para que as condições de acesso e progressão na Tabela PIP não impliquem em restrição à capacidade de contribuição da maioria dos participantes, como ocorre atualmente. E isso fará, sim, com que o banco também contribua com mais. O objetivo é a elevação do saldo de conta”, explica a Secretária de Assuntos Jurídicos do Sindicato, Mariana Coelho, que integra a Chapa 2 como candidata à suplência do Conselho Consultivo do Previ Futuro.

As eleições da Previ começam no próximo dia 18 e vão até o dia 30 de abril.

As demais propostas da Chapa 2 para o Previ Futuro são:

- Reduzir a taxa de carregamento, pois cada redução de um ponto percentual significa cerca de 2% a mais no benefício.
- Lutar por contribuições do banco sobre PLR.
- Transformar pontos de relacionamento, como Livelo e Dotz, em contribuições à Previ.
- Diversificar investimentos para melhorar a rentabilidade.
- Administrar a Previ com responsabilidade e segurança, para mitigar riscos.

Evando Peixoto
Colaboração para o Seeb Brasília