BRB: Sindicato entrega pauta de reivindicações dos bancários

BRB: Sindicato entrega pauta de reivindicações dos bancários Destaque

BRB: Sindicato entrega pauta de reivindicações dos bancários



Em função da Campanha Nacional dos Bancários 2017, o Sindicato se reuniu nesta terça-feira (30) com a direção do BRB para entrega da pauta específica dos funcionários, do ofício reivindicando a reversão do corte no ponto do dia 30 de junho e do termo de compromisso que versa sobre alguns parâmetros a serem seguidos pelo banco.

O termo de compromisso busca afastar algumas situações prejudiciais à relação de trabalho criadas pela reforma trabalhista (Lei 13.467/17) e criar o ambiente necessário aos debates da Campanha.

O ofício, entregue ao presidente do BRB, Vasco Cunha Gonçalves, reivindica a reversão do corte do ponto dos funcionários que participaram da Greve Geral em 30 de junho, além de estabelecer negociação sobre esta questão, que foi ajuizada pelo Sindicato.

Cristiano Severo, secretário-Geral do Sindicato e funcionário do BRB, argumentou que, assim como na Greve Geral de 28 de abril, “o banco poderia atender ao pleito do Sindicato e estabelecer negociação, até porque aqueles que participaram ativamente do movimento paredista não o fizeram apenas por si, mas por toda uma coletividade, defendendo os direitos e os empregos de todos”.

O presidente do banco disse que irá avaliar a situação e dará retorno à entidade.

Na reunião, a diretora da Federação dos Bancários do Centro Norte (Fetec-CUT/CN) Cida Sousa pontuou sobre a defesa do caráter público do banco. Para ela, todos os esforços serão empreendidos no sentido de evitar qualquer mecanismo de privatização.

O presidente do banco discorreu sobre a atuação da instituição financeira na busca de ser reconhecida pela população de Brasília pelos serviços prestados, atendimento de excelência e expansão da carteira de clientes, tanto pessoas físicas quanto jurídicas. Para ele, o fortalecimento do banco se dá em função do reconhecimento de sua importância para a sociedade brasiliense.

O Sindicato questionou sobre os rumores de reestruturação e de um novo Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR). O banco rechaçou que vai ocorrer reestruturações, mas com relação ao PCCR, disse haver uma comissão destinada aos trabalhos do plano de carreira e que avaliações serão feitas pelo jurídico do banco. O Sindicato solicitou ter acesso às discussões e aos trabalhos produzidos pela comissão para debater sobre o assunto.

Construção da pauta

Em 21 de julho, o Sindicato promoveu o Seminário dos Delegados Sindicais do BRB em um dia inteiro de debates, sendo realizada, ao fim, assembleia para aprovação da proposta de reivindicações.

As discussões abordaram questões de encarreiramento, comissionamento e descomissionamento, saúde, segurança, Regius, benefícios e formação, entre outros.

Eduardo Araújo, presidente do Sindicato, ponderou que os bancários do BRB tem um acordo coletivo em vigor que traz garantias financeiras e de direitos, e, por isso, mesas temáticas de debate podem evoluir em questões como saúde, combate ao assédio moral, emprego, dentre outros de relevância para o trabalhador.

Uma agenda para as discussões temáticas será formulada e divulgada aos bancários.

Participaram da entrega da pauta de reivindicações o presidente do Sindicato, Eduardo Araújo, os diretores Cristiano Severo, Daniel de Oliveira e Ronaldo Lustosa. Representaram a Fetec-CN os diretores André Nepomuceno e Cida Sousa. Pelo BRB, participaram o presidente, Vasco Gonçalves, a Diretora de Gestão de Pessoas e Administração, Kátia do Carmo Peixoto de Queiroz e a Superintendente de Pessoas (SUGEP), Cynthia Vieira Ferreira de Freitas.

Da Redação