BRB: R$ 71 mi no 3º trimestre

BRB: R$ 71 mi no 3º trimestre Destaque

BRB: R$ 71 mi no 3º trimestre



O BRB apresentou lucro líquido de R$ 71,6 milhões no terceiro trimestre deste ano. Nos nove primeiros meses, o acumulado é de R$ 162,1 milhões, alta de 6,3% sobre o mesmo período de 2016. Destaque para o resultado bruto da intermediação com o total de R$ 1,243 bilhão e alta de 18%, sobretudo pela queda de 27% das despesas de intermediação, totalizadas em R$ 845 milhões, em razão dos recuos das despesas de captação (-22%) tanto quanto das despesas com provisão de crédito (-39%).

Clique aqui para baixar os destaques do 3º trimestre de 2017.

As operações de crédito do BRB Múltiplo, antes das provisões, reduziram 4,4% em 3 meses e 6,6% no acumulado de nove meses. No BRB Consolidado, a redução foi de 4,1% e 6,3%, respectivamente. Cabe ressaltar que a variação observada foi fortemente impactada pela redução da carteira no segmento de pessoa jurídica, em 22% no trimestre tanto no Consolidado como no Múltiplo. Assim, o banco precisa evoluir na sua carteira de pessoa jurídica, de modo a se tornar menos dependente do segmento pessoa física, até porque o segmento PJ contribui para e economia local e a geração de emprego.

FECHAMENTO DE UNIDADES

Na rede de atendimento, o BRB encerrou o período com o fechamento de uma agência bancária, dado um total de 126 unidades no DF e em outras unidades da federação. Foram fechados 71 correspondentes bancários, para um total de 152 unidades no período. O número de empregados efetivos totalizou em 3.122 bancários, mas com 87 desligamentos, ainda em decorrência da adesão ao PDVI. Foram desligados 461 trabalhadores terceirizados (entre vigilantes, bombeiros civis, analistas de tecnologia da informação e serviços gerais), para um total de 569 trabalhadores em setembro de 2017, e sem reposição.

Da Redação