Benefícios no BRB são fruto da luta dos bancários

Benefícios no BRB são fruto da luta dos bancários Destaque

Benefícios no BRB são fruto da luta dos bancários

Nos últimos dias, o BRB divulgou, por meio de sua intranet, mensagens informando quanto gastou com o pagamento de benefícios aos empregados no ano de 2017. As mensagens elencaram gastos com auxílio alimentação/refeição, auxílio creche, vale transporte, auxílio natalidade, auxílio funeral, seguro de vida, bolsa de estudo, auxílio instrução, crédito educação, mestrado/doutorado, auxílio idioma, vale cultura e ainda pagamento de aluguel em função de mudanças de domicílio para empregados transferidos para outras cidades a serviço do banco. 

O Sindicato considera muito importante a disseminação destes conhecimentos, para que todos os empregados saibam de sua existência. Porém, considerando que as mensagens deixaram de registrar uma informação fundamental, o Sindicato publica para todos os empregados esta mensagem, que pode ser considerada a quarta parte que o BRB, provavelmente por deliberado esquecimento, não publicou. Os benefício pagos são fruto da luta dos empregados ao longo dos anos. Ou seja, é importante esclarecer que os benefícios de que tratam as mensagens constam em acordo coletivo por força da luta dos bancários e bancárias do BRB, que deram muito de si para conseguir construir um acordo considerado um dos melhores do país. 

A forma como o banco divulga as informações deixa transparecer que tudo foi dado pela direção do banco como um presente, na medida em que ignora como estes benefícios compõem hoje a realidade de cada empregado e empregada do BRB. 

“Construímos com muita luta, muita disposição, muita mobilização, este conjunto de benefícios. Cada empregado do banco tem uma parcela de responsabilidade nesta construção. Se o banco se regozija de divulgar isto, deve reconhecer que isto é fruto do suor de trabalhadores que não mediram esforços para chegarmos a este acordo que temos. E, certamente, não medirão esforços para mantê-los e avançar”, diz Daniel de Oliveira, diretor do Sindicato. 

“É importante salientar que a nova CLT (com a lei da deforma trabalhista) coloca em risco todas estas conquistas. Portanto, companheiro e companheira do BRB, está em suas mãos a manutenção e ampliação destes benefícios. Estamos em campanha nacional pela nossa data base. Levante-se, engaje-se e lute pela permanência dos benefícios que temos, pois eles estão em risco. Mais do que lutar pela sua manutenção, lute conosco pela ampliação deles”, finaliza Samantha Sousa, diretora da Fetec-CUT/CN.


Da Redação