Bancários protestam dia 19 contra o desmonte da Previdência

ATO ÀS 17h, NO MUSEU DA REPÚBLICA

Bancários protestam dia 19 contra o desmonte da Previdência Destaque

Bancários protestam dia 19 contra o desmonte da Previdência



Bancários e bancárias se somam aos demais trabalhadores do Distrito Federal no ato público do dia 19, próxima segunda-feira, no Museu da República, contra a reforma da Previdência pretendida pelo governo Temer e seus aliados no Congresso Nacional. A decisão de fortalecer o Dia Nacional de Luta foi tomada em assembleia realizada nesta quinta-feira (15), na sede do Sindicato.

O dia 19 será de união e luta dos trabalhadores por todo o país, com manifestações nos locais de trabalho e atos públicos convocados conjuntamente pelas centrais sindicais. O objetivo é impedir que a contrarreforma da Previdência seja colocada em votação na Câmara Federal, para que seja enterrado de vez o projeto governista/patronal de eliminação do direito de milhões de trabalhadores à aposentadoria.

Os dirigentes e ativistas sindicais da categoria bancária percorrerão agências e unidades convocando para o ato público dos trabalhadores de Brasília.

Para o presidente do Sindicato, Eduardo Araújo, o enfrentamento aos ataques do governo à Previdência Social requer a participação de todos os trabalhadores e da sociedade em geral. “Estamos em um momento decisivo dessa luta e temos que nos esforçar para manter o país mobilizado até que essa reforma previdenciária esteja definitivamente descartada”, diz ele.

Araújo entende que “o acúmulo de forças e a vitória contra a reforma da Previdência serão determinantes também para as lutas que teremos pela frente, contra a implementação da reforma trabalhista”.

Na pressão

Para pressionar os deputados a abrirem mão dos seus compromissos com o governo ilegítimo de Michel Temer e a preservarem a Previdência Social com garantia de aposentadoria a todos os brasileiros, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e sindicatos de todo o país mantêm a campanha “Se Votar, Não Volta”, que consiste em acompanhar o posicionamento de cada parlamentar e divulgar em suas bases eleitorais como foi o seu voto, se contra ou a favor do cidadão/eleitor. A ideia é garantir que nunca mais venham a ser eleitos aqueles que aprovarem o desmonte da Previdência.

A campanha com a #SeVotarNãoVolta é desenvolvida em NA PRESSÃO, ferramenta que oferece um jeito prático de pressionar autoridades e representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário pelas redes sociais e também por email e telefone.

Os eleitores do Distrito Federal devem ficar de olho no posicionamento e no voto dos seguintes deputados: Erika Kokay (PT), Augusto Carvalho (SD), Rogério Rosso (PSD), Laerte Bessa, (PR) Roney Nemer (PP), Ronaldo Fonseca (PROS), Isalci Lucas (PSDB) e Alberto Fraga (DEM).

Inspiração e ânimo à luta:


Meu Deus! Meu Deus!

Seu eu chorar não leve a mal

Pela luz do candeeiro

Liberte o cativeiro social

(Trecho do Samba Enredo 2018 da Paraíso do Tuiuti, vice-campeã do Carnaval carioca)




 

 

 

 

 

 









Evando Peixoto

Colaboração para o Seeb Brasília