Sindicato faz ato no Ministério do Planejamento em defesa da Caixa 100% pública

DIA DE LUTA PELO BRASIL

Sindicato faz ato no Ministério do Planejamento em defesa da Caixa 100% pública Destaque

Sindicato faz ato no Ministério do Planejamento em defesa da Caixa 100% pública



Assim como acontece em todo o país nesta quinta-feira (7), o Sindicato organizou um ato em defesa da Caixa 100% pública, em frente ao Ministério do Planejamento, para chamar a atenção para as medidas adotadas pelo governo com vistas à privatização do banco. O que motivou a mobilização foi a reunião, prevista para hoje,do Conselho de Administração da empresa que poderá apreciar mudança no estatuto com o intuito de transformá-la em uma Sociedade Anônima.

O diretor do Sindicato e empregado da Caixa Antônio Abdan esclareceu aos participantes que a luta em defesa da empresa tem de ser constante e compete a toda a população. Ele lembrou que, ao mesmo tempo em que tenta abrir o capital do banco, o que só interessa ao capital especulativo, o governo ilegítimo de Temer impõe um pacote de medidas que atentam contra os empregados da Caixa.

“A Caixa é o maior agente federal de fomento de políticas públicas. É o banco que desempenha papel social como nenhuma outra instituição financeira, que atende os menos favorecidos, especialmente na questão de moradias populares, além da adoção de políticas anticíclicas, como redução do spread bancário e liberação de crédito, quando os demais bancos fecham seus cofres”, complementou Abdan.

Rafaella de Oliveira, diretora do Sindicato e empregada da Caixa, ressalta que os bancos públicos são fundamentais porque têm funções que vão além da busca do lucro. “Eles são essenciais para viabilizar políticas econômicas e sociais do governo. Por isso, não vamos esmorecer. A luta continua em defesa da Caixa 100% pública”, assegurou.

Estiveram presentes na mobilização representantes de outros sindicatos e de movimentos sociais. Marcos Júnior, do Sindicato dos Rodoviários do DF, destacou a importância do papel social da Caixa, não só para os seus empregados e empregadas, mas para todo o país.

O Sindicato também espalhou diversos cartazes com mensagens de defesa da Caixa por dezenas de agências da capital. 

Mariluce Fernandes
Do Seeb Brasília