Sindicato apoia campanha de prevenção do câncer de mama

Outubro Rosa

Sindicato apoia campanha de prevenção do câncer de mama Destaque

Sindicato apoia campanha de prevenção do câncer de mama

Em apoio à campanha Outubro Rosa, que visa alertar sobre os riscos do câncer de mama e conscientizar a população da importância do diagnóstico precoce, o Sindicato iluminou a fachada do seu edifício sede com a cor do movimento, que permanecerá durante todo este mês dedicado à prevenção da doença. O mesmo acontece em diversos prédios e monumentos de Brasília e do mundo inteiro em adesão à causa.

A secretária de Mulheres do Sindicato, Helenilda Cândido, destaca a importância da campanha e reforça a necessidade da realização de exames periódicos, como mamografia e papanicolau, para câncer de colo do útero, além do autoexame. “A mobilização é fundamental na luta para conscientizar a todos sobre a necessidade da prevenção contra essa doença que mais atinge as mulheres no mundo”, ressalta.

Helenilda acrescenta que, durante todo este mês, o Sindicato vai realizar atividades relacionadas a esse tema. “Também é importante que as mulheres participem de palestras que esclarecem sobre a doença e estejam atentas aos exames e vacinas (como a de HPV) gratuitos que são oferecidas pela rede pública”, alerta, lembrando que, embora as bancárias tenham plano de saúde, essas dicas podem ser repassadas às mulheres que não possuem acesso a convênios médicos.

Conscientização

O movimento de conscientização sobre a doença, conhecido como Outubro Rosa, começou nos Estados Unidos, na década de 1990. O rosa remete à cor do laço que simboliza a luta contra a doença. O objetivo é estimular a participação da população e compartilhar informações, para aumentar o acesso a diagnósticos precoces e diminuir a mortalidade.

O movimento chegou ao Brasil em 2008, por iniciativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Apesar de mais raro, o câncer de mama também acomete homens.

Confira, abaixo, quais são os fatores de risco envolvidos, como prevenir e quais as principais estratégias de tratamento dos cânceres de mama e de colo do útero:

Câncer de mama

O que é câncer de mama?

É uma doença causada pela multiplicação de células da mama, formando um nódulo, que pode evoluir para um tumor maligno.

Qual é a melhor defesa contra o câncer de mama?

A melhor maneira é a detecção precoce. A descoberta da doença no início e a realização do tratamento adequado possibilitam maiores chances de cura.

Quem deve fazer os exames da mama periodicamente?

A Cassi orienta a realização da mamografia a cada dois anos para as participantes com idade entre 50 e 69 anos, segundo as melhores evidências científicas.

O que é mamografia?

A mamografia é um tipo de radiografia especial (raios-x) para avaliação das mamas. Esse tipo de exame pode detectar nódulos, mesmo que ainda não sejam palpáveis.

Como é realizado o exame de mamografia?

É muito simples e sem risco de complicações. O exame dura aproximadamente 45 minutos. Você ficará em pé de frente à máquina de raios-x, apoiará uma das mamas em uma pequena plataforma enquanto ela será radiografada.

A mulher tem probabilidade maior de ter câncer de mama se existir caso na família?

Caso haja histórico familiar (parentes de primeiro grau) é necessário procurar o médico para avaliar o risco de desenvolvimento da doença e verificar a periodicidade de realização dos exames.

O que mais a mulher pode fazer para se cuidar?

Outros cuidados ajudam na prevenção de doenças, inclusive do câncer, como manter uma alimentação balanceada, realizar atividade física, controlar o peso, evitar o fumo e não abusar de bebidas alcoólicas.

Câncer do colo do útero

O que é câncer do colo do útero?

São tumores malignos que crescem na região do colo do útero. Esses tumores são desencadeados a partir de lesões que podem ser curadas quando identificadas no início.

Qual a melhor defesa contra o câncer do colo do útero?

A realização do exame preventivo, conhecido como Papanicolau, permite detectar e tratar adequadamente as lesões precursoras do câncer, evitando assim a evolução para uma característica de malignidade. Além disso, é importante informar-se sobre sexo seguro e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

O que pode causar a doença?

A infecção persistente pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) é a principal causa do câncer do colo do útero. O HPV é transmitido sexualmente.

Como identificar os sintomas?

A doença é de evolução lenta e pode ser assintomática, por isso, é muito importante a realização periódica do exame preventivo (Papanicolau).

O que é Papanicolau?

É um exame rápido e sem dor para a maioria das mulheres. Durante o exame, é coletado material do colo do útero para análise laboratorial. Não há contraindicação para a realização do exame de Papanicolau.


Mariluce Fernandes
Do Seeb Brasília