Mobilização em defesa do banco chega a outras regiões do DF

CAIXA FAZ 157 ANOS

Mobilização em defesa do banco chega a outras regiões do DF Destaque

Mobilização em defesa do banco chega a outras regiões do DF

As agências do Riacho fundo, Núcleo Bandeirante, Gama, Santa Maria, Lago Sul, Águas Claras, Guará, SIA e Sudoeste foram o palco das atividades realizadas pela diretoria do Sindicato nesta quarta-feira (10), dentro da frente de mobilização em defesa da Caixa que marca a semana em que se comemoram os 157 anos da fundação de um dos maiores patrimônios do povo brasileiro.

"A Caixa é que sustenta todas os programas sociais. Sem ela, a população de baixa renda não tem como se socorrer. Sendo assim, sua privatização iria prejudicar todos nós", adverte a diretora da Fetec-CUT/CN Ilva Alves. "Entendemos que a Caixa faz o que nenhum banco irá fazer, por isso convidamos empregados e população para se unirem a essa luta", complementa Antonio Abdan, diretor do Sindicato.

Assim como nas visitas realizadas na terça (9), o Sindicato fez a entrega a usuários e clientes de panfleto informativo em que destaca o papel que a Caixa exerce no atendimento das demandas de cunho social e no desenvolvimento econômico do Brasil, além de fazer um chamamento aos empregados para somar forças pela manutenção do caráter 100% público da instituição.

No diálogo com os bancários e os clientes, também é enfatizada a necessidade de ampliação da resistência frente aos ataques do governo e da direção da empresa, com mobilizações constantes, seja nos locais de trabalho ou nas ruas.



Ato cultural na sexta

Além das atividades nas agências, para marcar o dia do aniversário do banco (12 de janeiro), o Sindicato convoca os empregados para um ato cultural que será realizado nesta sexta-feira, às 20h, na Apcef (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal), no Setor de Clubes Esportivos Norte. 

Parte da campanha “Defenda a Caixa você também”, o ato é mais uma frente da luta que visa, além de cobrar a valorização dos seus empregados e o respeito aos seus direitos, conscientizar também a população sobre a importância de se defender a manutenção do banco totalmente público e o seu papel social num país fortemente marcado por desigualdades históricas. 

A Caixa é de todos nós 



“Responsável pela gestão de programas como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Fies, sempre defendemos que a Caixa é um patrimônio do povo brasileiro e assim deve permanecer, buscando atender exatamente aqueles que mais precisam”, assegura Rafaella Gomes, diretora do Sindicato e empregada da Caixa. “Nos últimos tempos, contudo, temos assistido às tentativas do governo de esvaziar essa função social que compete à Caixa cumprir, e somente com a resistência de empregados, sindicatos e população, juntos numa frente ampla, conseguiremos barrar isso”.

Atrações do ato

Banda Se Joga
Amigos da Mesa 7
Leandro Polizzelo e banda
E Dj

Bebidas

No local, serão vendidas cervejas (em lata tipo "piriguete") das marcas Skol e Antarctica com preços diferenciados. No primeiro lote, para as primeiras 1.000 latinhas, o valor será de R$ 2 a unidade. No segundo lote, o valor será de R$ 2,50. 

Da Redação