Bancários de todo o país voltam a se unir em defesa da Caixa nesta quinta

Bancários de todo o país voltam a se unir em defesa da Caixa nesta quinta Destaque

Bancários de todo o país voltam a se unir em defesa da Caixa nesta quinta



O Sindicato realizará nesta na quinta-feira (7) grande ato em defesa da Caixa 100% pública, demonstrando a importância da empresa para o desenvolvimento socioeconômico do país. No mesmo dia deve ocorrer nova reunião do Conselho de Administração da empresa, que votará a alteração no estatuto, para transformar o banco em uma sociedade anônima. 

A Caixa é o maior agente federal de fomento de políticas públicas. É a instituição que atende as demandas da população, principalmente no que se refere ao financiamento das moradias populares.

Moradias em risco

Um dos programas que estão em risco com a abertura de capital da Caixa é o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que possibilita ao agricultor familiar, trabalhador rural e comunidades tradicionais o acesso à moradia digna.

O Minha Casa Minha vida, que já foi o carro-chefe do governo federal durante o primeiro mandato da presidenta Dilma Rousseff, é alvo de ataques, devido a seu caráter social. O programa oferece financiamento de moradias com condições diferenciadas às famílias de baixa renda mudando a vida de milhares delas, além de aumentar o desenvolvimento e fomento do país.

Saúde pública

A Caixa também financia as obras de infraestrutura e saneamento básico nos municípios brasileiros. Essas obras são extremamente necessárias para garantia de qualidade de vida da população, além de ser uma ação de promoção em saúde pública.

A única instituição bancária que chega até as populações ribeirinhas nos estados do Amazonas e do Pará é a Caixa, utilizando as agências-barco. Com parcerias com a Secretaria de Políticas para as Mulheres e com Ministério do Trabalho e Emprego, o banco leva a essas comunidades a dignidade do acesso à Justiça e as conquistas dos trabalhadores.

Participe do ato em defesa da Caixa. É da sua conta

“A luta em defesa de uma Caixa 100% pública e forte em suas atribuições sociais depende da participação de todas as empregadas e empregados no ato convocado pelo Sindicato para quinta 7“, convida a diretora do Sindicato Rafaella de Oliveira, que também é empregada da Caixa.

Da Redação