Ato cultural na Apcef encerra atividades dos 157 anos da Caixa

EM DEFESA DO BANCO

Ato cultural na Apcef encerra atividades dos 157 anos da Caixa Destaque

Ato cultural na Apcef encerra atividades dos 157 anos da Caixa



O Sindicato promoveu uma semana inteira de atividades dedicadas ao aniversário de 157 anos da Caixa, comemorados na sexta-feira (12), dia em que realizou um ato cultural em defesa do banco, na Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Apcef), no Setor de Clubes Esportivos Norte.



Ao som das bandas Se Joga, Amigos da Mesa 7, Leandro Polizzelo e DJ, a festa reuniu os empregados da Caixa e dirigentes do Sindicato, da Fenae e de outras entidades que estão unidos na luta pelo fortalecimento e em defesa da Caixa 100% pública.



“Esta comemoração é muito importante. Estamos celebrando os 157 anos da Caixa e reafirmando a disposição de lutar por essa empresa que tanto nos orgulha”, destacou a deputada federal Erika Kokay.



Para Rodrigo Britto, presidente da CUT Brasília, “este evento foi de grande importância. Além de promover a cultura, é uma forma de debater a defesa da Caixa”. E concluiu: “Esperamos que este ato cultural tenha várias edições nos anos seguintes”.

O presidente da Fenae, Jair Ferreira, também destacou a importância do ato e parabenizou a todos que participaram “de alguma forma desse grande momento dos 157 anos da Caixa, principalmente o Sindicato, a Apecf e a Fenae, entre outras entidades”.



Valorização do banco

“Nesse ato cultural, nós quisemos, principalmente, valorizar e homenagear o empregado da Caixa, além de reforçar a questão da resistência, da luta e da importância da defesa da empresa 100% pública”, ressaltou a diretora do Sindicato e empregada da Caixa Fabiana Uehara.

Também empregado da Caixa e diretor do Sindicato, Henrique Almeida acrescentou: “A Caixa é cultura, é esporte, e os seus empregados fazem parte de sua história. Por isso, a importância dessa integração, com a participação de todos os bancários”.

Os empregados da Caixa Rodrigo Mishiyame e Francisco Ancelmo consideraram o evento positivo, muito organizado, e endossaram as palavras dos dirigentes sindicais, destacando a importância de valorizar o banco e reforçar a defesa da Caixa 100% pública. “Além disso, a festa está muito bonita e foi uma excelente ideia a realização desta celebração”, observaram.

Visitas às agências e aos prédios


Entre os dias 9 e 12, os dirigentes do Sindicato e da Fetec-CUT/CN reforçaram a luta em defesa da Caixa 100% pública. Além dos prédios do Matriz I, II e III, e os da 507 e da 512 Norte, eles visitaram diversas agências do banco e dialogaram com os empregados e clientes.

Mariluce Fernandes
Do Seeb Brasília