Associados promovem ato em defesa da Cassi, na sede da entidade, nesta quarta (1º)

NÃO À IMPLANTAÇÃO DA CGPAR 23  

Associados promovem ato em defesa da Cassi, na sede da entidade, nesta quarta (1º) Destaque

Associados promovem ato em defesa da Cassi, na sede da entidade, nesta quarta (1º)



Os associados da Cassi voltam a protestar contra a implementação da resolução CGPAR 23 nesta quarta-feira (1º). O ato, marcado para as 8h30, em frente à sede da Cassi em Brasília, ratifica a posição dos associados em defesa da Caixa de Assistência e alerta para as ameaças que assombram os planos de saúde de autogestão das empresas estatais.  

Redução da contribuição do patrocinador; impedimento do benefício pós-laboral; exclusão do benefício para novos funcionários; cobrança por dependentes. Esses são alguns dos ataques trazidos pela resolução CGPAR 23, cujo objetivo segue a lógica de retirada de direitos do governo ilegítimo de Michel Temer. 

Desde janeiro, quando a resolução do Ministério do Planejamento foi publicada, os associados se organizam e se mobilizam para garantir a manutenção do direito à saúde. Neste momento, é fundamental que todos estejam mobilizados para fortalecer a luta em defesa da Cassi, do direito à saúde e dos planos de saúde de autogestão. 

Nesta quarta 1º, a ameaça de implantação da CGPAR 23 na Cassi está mais presente. O Conselho Deliberativo da entidade terá reunião extraordinária para apreciar a alteração estatutária proposta pelo BB/Satoru. A proposta implementa os retrocessos da resolução CGPAR 23, quebra o princípio da solidariedade, fecha o plano de associados, reduz os direitos dos novos funcionários que ingressarem no BB e onera mais os bancários.  

Assim, os associados defendem que os conselheiros eleitos votem contra essa proposta e aprovem abertura imediata de mesa de negociação entre as entidades para que as demais propostas do funcionalismo sejam debatidas junto ao BB.


Da Redação